sábado, 18 de abril de 2015

O preparo da babosa variedade Barbadensis Miller

Sem título

Existem alguns métodos de preparo da planta divulgados na mídia que não garantem a estabilidade dos elementos que abalizam os benefícios da babosa. Por isso, deve-se ter muito cuidado com receitas domésticas, pois o preparo inadequado pode trazer riscos à saúde.
O preparo da babosa começa no plantio. A planta deve ser cultivada em local seco, longe de dejetos de animais e sem uso de qualquer pesticida. A adubação pode ser realizada com as próprias folhas da planta macerada. Prefira sempre lugares ensolarados. Esta planta não gosta de excesso de rega. O melhor é a rega natural, ou seja, a chuva. Evite lugares encharcados.
A colheita manual da folha é realizada com uma faca limpa bem na base da folha, onde o gel não ficará exposto. Este cuidado protege o gel, que é a parte que nos interessa, de oxidar quando exposta ao ar e perder todas as propriedades.
lavando a folhaÉ importante lavar bem a folha antes de trabalhar nela. Pode usar um detergente suave para remover as impurezas.
O gel interno da folha de cor transparente é a parte benéfica à saúde.Ele é extremamente amargo e tem marcante odor. Para obtê-lo, fatia-se a parte da folha a ser usada (geralmente uma fatia de 5 cm) e cobre-se o restante da folha imediatamente com filme de PVC, deixando a folha no refrigerador para ser utilizada o mais breve possível. A parte verde da folha é toxica e deve ser desprezada, podendo ser usada na adubação.
Da parte fatiada retira-se a casca completamente, utilizando uma faca perfeitamente limpa. O filé gelatinoso obtido é lavado intensamente em água e está pronto para ser usado. O uso de colher pode trazer resquícios da folha que são tóxicos. À medida que se fatia a folha, deve-se desprezar a parte mais pontuda, pois a concentração de elementos tóxicos da casca é maior.
O consumo pode ser direto, simplesmente engolindo o gel. Pode-se também misturar com suco natural como, por exemplo, laranja ou limão, batendo os pedaços no liquidificador. Sucos cítricos contêm ácido cítrico que é um estabilizante natural.Também pode ser batido com frutas da estação ou suco de uva sem adição de açúcar. Para adoçar use mel de excelente qualidade. Nunca use adoçantes ou açúcar, pois comprometem as propriedades do gel. Se adicionar água, prefira água mineral sem gás e sem cloro ou flúor. O gel pode ser utilizado até 3 vezes ao dia.
O gel também pode ser usado em problemas de pele, queimaduras e feridas como auxiliar de tratamento. No caso, pode-se fatiar a planta com casca e tirar as fatias de gel ou simplesmente após a limpeza da folha ordenhá-la para a saída do gel e aplicação rápida sobre o local afetado. Após ser bem lavada, fatiada e descascada pode-se aplicar o gel no local ou esfregar sobre a área afetada cuidadosamente. Se bater o gel no liquidificador, pode usar a mistura para beber ou aplicar nas áreas afetadas. Nunca adicione frutas ou seus sucos no gel para passar na pele e depois se expor ao sol, pois este procedimento pode causar sérios danos. Sucos de frutas cítricas na pele exposta ao sol causam bolhas e queimaduras.
O gel da babosa pode ser ainda usado como agente rejuvenescedor ou para hidratação e restauração do cabelo. A máscara consiste em aplicar o gel da planta no rosto após a limpeza com produtos adequados. Para usar no cabelo, aplique o gel nas mechas úmidas e limpas e deixe agir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário